segunda-feira, 22 de abril de 2013

203

Eu tenho umas coisas pra contar pra alguem, mas ja que eu nao tenho com quem contar, vou deixar registrado aqui.

Sexta feira fiquei putinho na parte da tarde e sai muito revoltado do serviço, me migrei pro beco e bebi pra caralho. A niveis que a muito tempo eu nao bebia. Não lembro de muitas coisas e isso foi o maior problema.
Não lembro de ter dormido, e quando vi eu acordei em um lugar muito away e com uma guria que eu nao lembro ter visto na festa. Sobre sexta a unica coisa que eu tenho a falar é que eu nao verei no meu aniversario alguem que gosto muito por conta de um idiota. Mas eu ja fui tao troxa quanto o mesmo, entao de boa. Abri mão dessa parada aí. Queria que acreditassem em mim quanto a isso. Eu sei tudo que aconteceu, só não quero mais dar valor pra isso, foi algo que teve um fim muito ruim, prefiro fazer de conta que nunca houve nada... Eu não pertenço a sua vida e nem voce a minha. Estamos quites da forma que desejar.

Aí sabado, cheguei em casa umas 10:40 se não me engano, tambem nao sei como cheguei em casa, mas recordo de ir pra academia e ficar uma meia hora, sai e fui jogar bola em um futebol que apareceu do nada tambem. Ganhamos de 8x0 e ainda joguei bem, por incrivel que pareça.
Não fui trabalhar.

A noite, a cadie tinha pedido pra ir na casa dela antes de ir pra noite. Fiquei me fazendo e nao atendia o telefone depois da segunda ligação. Ouvi pra caralho quando decidi atender o telefone. O discurso de que ela nao ia pro beco acabou não se cumprindo e ela chegou do nada quando eu tava curtindo afu a noite. Passei a me conter, porem brigamos, e isso era óbvio que aconteceria.Fiz mais besteiras a partir daí, mas no fim tudo foi divertido. Parecia que eu tava em casa. Cheguei em casa umas 15h, cheio de mordidas no corpo, sem meu casaco que ficou na casa da cadie e com um olho inchado. E eu não sei o que pensam, mas eu nao sou feito de chocolate pra ficarem me mordendo.

Enfim, perdi o interesse em contar tudo e vou parar aqui falei só besteiras e nao contei o que queria contar.
beijos.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Digamos que eu não aguento mais.
Daí eu chorei por umas horas após acordar cansado de outra noite.

E quanto mais eu busco entender, mais contribui pra que as coisas fiquem más.
Minha mascara se foi por agua abaixo.

Apenas palavras não mantem uma amizade.
Eu sinto muito pelo jeito em que está conduzindo as coisas.
Com certeza isso não é o modo certo para ninguem.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

history and history

Eu tenho histórias que nunca vão ser contadas. Também possuo histórias que um dia alguém vai se lembrar e vai fazer questão de contar. Algumas histórias não vão ser creditadas e outras por outro lado que serão inverdades e provavelmente darão fé.
No meio disso tudo eu penso que na vontade de recuperar tempo eu me apressei demais em algumas coisas, mas teve um desenrolar engraçado. As fotos estão aí para isso.
Acho que agora é a hora de dar um tempo em tudo isso.

Eu estou em uma fase extremamente inversa ao que estava nos últimos anos. É impossível de alguém acreditar que eu posso retribuir algo pra alguém. Meu standard agora é outro. Ao invés de ser o garoto apaixonado que sofria e se lamentava. Me tornei o cara que vai em festas e vive com bebidas, cigarro, mulheres e amigos. Isso seria ótimo se não fosse em um grau elevado, mas tudo bem... acho que pelo menos agora eu faço jus a algo que me falaram uma vez. Certa vez me foi dito que a mãe de determinada pessoa me via com olhos que me condenavam. Se antes eu tinha cara de garoto malandro... parabéns senhora, você acertou o meu futuro :) Impossível também é acreditar que eu ficaria assim um dia, mas foram as consequências. Agora o jeito é recordar o que aconteceu e ver o que vai dar la na frente.

Sonhos são coisas que eu não consigo recuperar, a capacidade de sonhar em si é o que se foi embora no termino da outra história, então agora eu não projeto mais nada. É foda pensar que fiz uma imagem estranha dessas, mas é o que se tem. Tudo bem em não se importar com o que pensam, mas não é legal não saber o que pensar de si mesmo. Minhas atitudes calam meus pensamentos. Logo, me torno um cara estranho.

De quebra também não tenho conseguido completar frases ou formulalas completamente, preciso de algo pra me ajudar com isso.Preciso também de alguma coisa pra memória e de alguma coisa que me faça gostar de fazer sexo sem perder a vontade no meio da coisa, isso com certeza é um problema que afeta exclusivamente a mim, mas tudo bem... são coisas que acontecem. Todo mundo faz de uma maneira peculiar... eu , a garota que eu era apaixonadinho , meus amigos... sei la, cada um tem seu jeito. Até minha mãe e meu pai faziam isso, então está ok. Só preciso me concentrar melhor ou sei la...

Pra fechar, em breve volto a ensaiar com o pessoal da nano com o intuito de gravarmos uma música, e isso poderá ser bem legal. Espero que seja divertido .

terça-feira, 2 de abril de 2013


手に届かない明日へ.
君に会いたい . . .