segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Dedication + Hope + Faith = Blessed

Nos últimos dias eu pude refletir bastante. Ao longo dos meus 24 anos, eu acredito nunca realmente ter percebido no que a vida realmente é.

Desde que eu passei a pensar sobre a vida, muito dos meus momentos de raciocínio foram baseados em pensamentos melancólicos sobre uma visão artificial do passado e uma triste sensação de descrença no futuro. Com isso, disperdicei muito do presente de cada momento e colaborei cada vez mais para que o futuro realmente fosse algo onde eu não pudesse de fato depositar esperança.

Nesse ano, muitas pessoas passaram pelo trânsito da minha vida. Algumas eu se requer lembro como conheci ou o nome delas, mas outras conseguiram me marcar tão forte e tão profundo, que só em lembrar delas eu já comecei a chorar por aqui (Sim, eu continuo chorão. -q). Dessas pessoas, 3 pessoas em momentos distintos me falaram EXATAMENTE  a mesma frase:

- Você precisa confiar mais em si mesmo. Deixe de ser negativo!

Nas 3 vezes em que ouvi isso, senti uma porrada tão forte, que parecia que meu estômago estava disposto a sair pela boca. Parece um exagero, mas não. Era realmente assim que eu me sentia. A primeira pessoa que me disse isso, se quer tem vontade de me ver ou de se relacionar comigo, mas eu sinceramente não conseguirei esquecer o bem que essa pessoa fez por mim, mesmo sem saber. No fim das contas a sua vinda para o outro lado do mundo teve seu lado impactante como tanto queria que fosse. Tanto é, que a partir do momento em que reparei sobre as coisas que me faziam negativo, percebi que reais mundanças deveriam ser feitas.

As vezes a gente não percebe o quanto estamos cegos em torno de um objetivo e com isso, não notamos que nossa maior certeza na verdade se trata de um erro. Pelo menos eu sou assim. É claro que eu nunca irei esquecer as coisas que passaram e nunca deixarei de ter curiosidade sobre o que há de vir, mas eu acho que finalmente entendi como se vive a vida. Não se trata de passado ou de futuro, mas sim de PRESENTE!

Muitas coisas se passaram na minha cabeça nos últimos 2 meses e aos poucos percebi que devo assumir os meus erros, por mais que nem tenha percebido onde ou como eu errei. Eu sei que errei muito no passado, mas agora decidi me dedicar intensamente nos caminhos daquilo que tenho fé e ajudar os outros sem ter pena de mim mesmo. Pode parecer idiota ou algo prepotente/arrogante, mas eu realmente me sinto bem por querer me dedicar um pouco mais à Deus do que coisas que apenas me deprimem.

Desde que resolvi por em prática a minha dedicação e empenho, percebi pequenas mudanças ao meu redor ao longo dos dias. Talvez eu tenha mudado, mas talvez as coisas realmente estejam se alinhando. Eu não sei explicar isso muito bem. No entanto, se antes eu me deprimia por vagar sozinho, agora fui abençoado por uma companhia amável vestida em um lindo yukata.

Eu posso ter sido a pior pessoa que mesmo já fui, mas se me empenhar, batalhar e me dedicar, bastante a partir de agora, acredito que poderei ser a melhor pessoa que ainda não fui e é nisso que eu quero acreditar.

#akfg - No Name


domingo, 30 de outubro de 2016

Shiver


Ultimamente eu venho errado muito. Errado em tudo. Errado com a pessoa certa e transformando-a em uma pessoa errada. 

Eu confesso que me tornei um cuzão ao longo dos anos. Um dos piores, no entanto eu também acredito que as coisas que eu faço podem favorecer à ambas as partes e não só a mim mesmo.

Esse final de semana foi um pouco cruel. Apanhei de todos os lados. E provavelmente essa surra deixou as piores marcas em mim, todavia, acredito que eu precisava de certas coisas para pensar melhor.

Eu estava afastado de uma menina, mas não sabia o motivo. Da noite para o dia ela simplesmente apagou todas as nossas formas de contato e isso me deixou muito confuso, pois eu não conseguia entender nada sobre isso.

Eu consegui enviar uma mensagem para ela no twitter e ela me respondeu no whatsapp. Após 5 minutos de conversa, eis que chegamos em um ponto crucial:




Isso foi realmente algo forte demais para mim. Eu nunca fui uma pessoa boa para ninguém. Nunca fui o cara certo, mas esse "depoimento" me fez parar pra pensar. Tipo, o que eu posso causar em alguém? Eu mal sabia que essa garota era afim de mim a tal ponto e agora descubro esse tipo de coisas.

Essa conversa me fez pensar que eu preciso mudar. Preciso deixar de ser tão desapontador sabe?!
Eu não sei se existe uma fórmula milgrosa, mas eu quero tentar. Não quero mais ser a pessoa estúpida  que desaponta ou que se relaciona apenas por alguns momentos e depois sai sem se quer dar tchau simplesmente por se sentir bem.

Eu e essa garota nos conhecemos a 8 anos. Todo mundo sabe onde eu estava preso 8 anos atrás e nunca foi segredo o meu "objetivo" naquela época. Eu não era o tipo de cara que magoava alguém. Na verdade eu só me magoava cultivando um sentimento e uma vontade de estar com alguém que não queria estar comigo nos momentos em que estavamos juntos. Eu não iludia e muito menos atuava de forma que pudesse fazer com que alguém estimasse algo por mim naquele tempo.


Foi aí então que eu descobri que por no mínimo 8 anos eu magoei uma pessoa e eu realmente não quero mais fazer isso.

Parece que tudo que veio à tona tivesse acertado um soco em cheio no meu estomago e agora me sinto mal. Quantas vezes será que eu não fiz isso com alguém? Magoar sem saber ou por simplesmente me esforçar totalmente para agradar uma pessoa que se quer tinha interesse em mim. Eu quero ser melhor que isso e eu vou.
Quero começar tudo do zero e ser uma pessoa mais atenciosa e inteligente para saber como lidar com esse tipo de situações.
Eu não quero ser o idiota da vida de outra pessoa. Não mais.

#NP Shiver - Coldplay

domingo, 2 de outubro de 2016

Sábado

Hoje o dia foi muito bom. Eu gostaria de poder contar para todo mundo tudo sobre hoje, mas acho que não posso. Se um dia eu encontrar você como foi na última vez, prometo parar e contar todas as coisas que estão acontecendo.

Eu acho que realmente me tornei uma pessoa feliz. Pelo menos por um dia.

Acho que finalmente pude desligar tudo que ainda ligava as coisas para que eu me tornasse aquela pessoa de pensamentos ruins.

domingo, 10 de julho de 2016

health

Eu sou o tipo de pessoa idiota e descontrolada que bebe demais quando não resolve problemas. Com isso, me descuido e me jogo em qualquer furada.
Agora estou com medo de ter contraído problemas de saúde graves.
Deus queira que eu esteja enganado.
Ficou a lição, não posso ser tão imbecil outra vez.
É horrível ter medo.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Spooky Couch

Olá parede que só eu vejo.
Vim lhe contar como me sinto ultimamente. Talvez seja uma tentativa de contar para alguém sobre o meu humor ou talvez eu apenas queira escrever um pouco.

Ultimamente não venho tendo muitas alegrias, mas isso não significa que esteja rodeado pela tristeza. Na verdade eu apenas estou vivendo. Sem sonhos, amarras ou ideias revolucionárias para mudar o mundo.

Acho que tenho quase tudo que gostaria de ter, mas não me sinto realizado. Minha banda toca, meu corpo trabalha, minha conta guarda o meu dinheiro, meus equipamentos estão sempre ao meu lado, o carro está na garagem e as coisas estão sincronizadas em ciclos praticamente perfeitos. Seriam perfeitos se não fosse a minha presença.

Na manhã de hoje, ao ir para o serviço, deparei-me com uma situação onde às pessoas caminhavam todas em direção ao ponto do ônibus. Ao perceber aquilo, fui tomado por um desanimo que me fez parar de caminhar para analisar o que estava acontecendo. Percebi que fazemos as mesmas coisas, mas de maneiras diferentes. No final o resultado sempre é em troca de algo. Por exemplo:
Todos estavam indo para o local de trabalho gerar lucro para alguém através de esforço, mas em troca, receberiam suas respectivas recompensas.

Pensar que vivo para acordar para poder trabalhar e que durmo para poder estar descansado no outro dia é algo que realmente me desmotiva. O pior é pensar que o futuro não trás opções que alterem essa realidade. Essa é a verdade da vida moderna. Viver para viver o outro dia.

Enquanto obtive as minhas coisas, vive experiências que me fizeram cada vez menos me surpreender com as novidades. Descobri que as pessoas são duras, sujas, mais rasteiras que os répteis e que não são capazes de sentir a dor dos outros. Também aprendi que existem muitas mentiras, muitas inverdades contadas como verdades e o principal, as pessoas traem. Vi pessoas traindo umas as outras e depois apertando a mão como se fosse algo natural. Vi pessoas contando mentiras sobre si mesmas e duvidando de verdades dos outros. Eu vi quase tudo, mas ainda acredito que não vi nada.

Existem dias que eu penso que tudo poderia ter sido muito diferente, mas talvez eu tenha escolhido ser alguém que eu não tinha suporte para ser.

Sonhadores nunca aprendem até o ponto em que não se tem como voltar. Depois disso nós perdemos os sonhos e as vontades de sonhar.
Eu não amo quem digo que amo.
Eu não gosto do que digo que gosto.
E eu não faço aquilo que realmente me alegra.

Talvez eu seja um mal-agradecido ou talvez eu viva uma vida apenas com materiais afim de aproximar as pessoas de mim.

Talvez eu ainda me sinta sozinho.
Eu sou sozinho.

#np
Toe - Goodbye
Radiohead - Daydreaming